Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020

Coração de adolescente morta pelo ex-namorado, bate no peito de mulher no sul do Pará




COMPARTILHE

O coração de Eloá Cristina da Silva Pimentel, adolescente morta a tiros pelo ex-namorado em outubro de 2008 durante emblemático sequestro em Santo André, ABC, bate há dez anos no peito de uma simpática vendedora de roupas em Canaã dos Carajás, interior do Pará.

Maria Augusta da Silva dos Anjos, de 48 anos, tinha um grave problema cardíaco: o ventrículo direito dela funcionava, mas o esquerdo não bombeava sangue corretamente e, por isso, precisava de um transplante. A comerciante recebeu o coração de Eloá, doado pela família da jovem de 15 anos, no dia em que completou 39 anos.

“Agradeço à mãe de Eloá [a recepcionista Ana Cristina Pimentel da Silva] por ter permitido a doação dos órgãos da garota”, disse Augusta, por telefone ao G1. "Após o transplante, às 8h do dia 20 de outubro, data do meu aniversário... amanheci com o presente novo, com o coração novo".

Ana Cristina, mãe de Eloá, disse à época que não pensou duas vezes para decidir doar os órgãos da filha. “Não tive dúvida. Quando os médicos vieram falar comigo, eu já estava decidida”, comentou a recepcionista numa entrevista em 2009. A reportagem não conseguiu localizá-la nesta semana para falar do caso.

Eloá morreu após ser baleada por Lindemberg Alves Fernandes. Ela teve a morte cerebral anunciada pelos médicos em 18 de outubro de 2008. A vítima era uma alegre estudante e o assassino era um entregador de pizzas de 22 anos. Ele não aceitava o fim do namoro. De 13 a 17 de outubro de 2008, a imprensa transmitiu ao vivo o sequestro com seu desfecho trágico.

Relembre os 10 anos do caso Eloá -  O G1 não conseguiu localizar a atual defesa de Lindemberg para comentar o assunto. O sequestrador foi julgado em 2012. Acabou condenado a mais de 90 anos de prisão por 12 crimes. A pena foi reduzida depois pela Justiça para 39 anos. Atualmente ele está preso em Tremembé, interior paulista.

Transplantados - Além do coração, outros cinco órgãos de Eloá foram transplantados. Uma das córneas da adolescente foi doada para a recepcionista Livia Amodio Novais; o mecânico Emerson Gentil Dardes recebeu pâncrease rim da garota. O pulmão foi para uma jovem de 18 anos e o fígado, para uma menina de 12 anos com um tipo grave de hepatite.

Quem também falou nesta semana com o G1 foi Livia, que, em 2008, recebeu a córnea de Eloá em seu olho esquerdo. A recepcionista de um hospital em Guarulhos, na Grande São Paulo, sofre de ceratocone nos olhos, doença oftalmológica na qual as córneas se curvam para fora, no formato de um cone, prejudicando a visão. "É bom saber que outras pessoas pensam no próximo", contou Livia.


Autor: AMZ Noticias com G1


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias