Quarta-Feira, 28 de Outubro de 2020

Policiais têm prisão decretada por formação de associação criminosa em Canaã dos Carajás




COMPARTILHE

Um delegado e um investigador do município de Canaã dos Carajás, no sudeste paraense, tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça, a pedido do Ministério Público do Pará. A identidade dos suspeitos não foi divulgada pelo Tribunal de Justiça do Pará (TJPA).

Uma testemunha da ação em que os policiais já respondem como réus revelou em depoimento ao MP que estava sendo coagida, além de ter recebido a promessa dos acusados de que receberia R$ 10 mil para mudar seu testemunho inicial.

Esta é a segunda vez que os policiais têm a prisão decretada. Segundo o TJPA, eles estavam soltos após o deferimento de Habeas Corpus que determinou o cumprimento de medidas cautelares diversas da prisão.  O delegado já cumpre a determinação da Justiça no Centro de Recuperação Anastácio das Neves. Já o investigador está foragido.

Relembre o caso - Em agosto de 2017, o Poder Judiciário, por meio da Comarca de Canaã dos Carajás, expediu mandados de prisão preventiva em desfavor do delegado e de dois investigadores de Polícia Civil do município por uma suposta formação de associação criminosa para comercialização de bens apreendidos, incluindo motocicletas, e não registrados no sistema da Policia Civil. A investigação foi coordenada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, e presidida pelos Promotores de Justiça de Canaã. 


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias