Terca-Feira, 07 de Julho de 2020

Projeto social leva 50 crianças para atividades esportivas do Exército em Aragarças




COMPARTILHE

O projeto Força no Esporte está reunindo 50 crianças no 58º Batalhão da Infataria Motorizada para o incentivo às práticas esportivas. Aragarças foi contemplada com a iniciativa, que é parte do programa federal Segundo Tempo. Entre as atividades, também estão palestras, campanhas e o exercício do civismo.

O prefeito José Elias e a secretária Municipal de Educação Mara Nei assinaram um acordo com o Exército Brasileiro, para que o batalhão em Aragarças pudesse receber as crianças. Desde então, 50 alunos do Centro Municipal de Ensino Fundamental Professor José Nogueira de Moraes são levados até a área militar para participarem do projeto.

As atividades iniciam por volta das 11h, quando as crianças chegam ao batalhão, levadas pelo ônibus escolar. Após o almoço na própria unidade do Exército, os estudantes iniciam os trabalhos com os militares. Eles participam de palestras e recebem orientações gerais, além das práticas de civismo e esporte.

Segundo informa a prefeitura, o objetivo do projeto é democratizar o acesso ao esporte e à cultura, promovendo o desenvolvimento integral da criança. Nos dois últimos anos, a administração municipal tem ampliado as políticas de inclusão social através das atividades esportivas. Mas mesmo com os esforços, instrutores tem encontrado dificuldade de implementar as práticas a todas as crianças.

Recentemente o prefeito José Elias afirmou em sua conta no Facebook que os pais e responsáveis não tem motivado os filhos a praticarem das modalidades oferecidas pela prefeitura. A constatação foi lamentada pelo gestor e pela equipe do Departamento de Esporte, que desenvolve o projeto de iniciação esportiva em Aragarças.

“O esporte está tendo um entrave onde devia ter o incentivo”, disse o prefeito a jornalistas, nesta semana. “Sabe o que está prejudicando o esporte em Aragarças? Os pais dos alunos, que ao invés de incentivarem os meninos a irem para as aulinhas de iniciação esportiva, estão prendendo-os em casa, talvez por comodismo, e deixando-os mais acessíveis aos traficantes ”

Segundo o prefeito, essa política busca evitar o envolvimento de crianças no tráfico de drogas e em outras nuances do mundo do crime. Quem concorda com ele é o professor Sivirino Souza dos Santos, presidente da Barra do Garças Associação de Atletismo, que atua voluntariamente em Aragarças.

“Não tem para onde ir. Ou os pais vêm para essa parceria, percam esse medo ou comodismo de liberarem os filhos para irem as escolinhas, ou eles terão sérios problemas”, argumentou. “Já diz a máxima da roça: cabeça vazia, oficina do diabo. E o esporte é a melhor forma de ocupar o tempo dessas crianças. ”

Na última quarta-feira (7), houve uma reunião com professores, instrutores e com a administração sobre a questão do esporte. Na ocasião, foi realizado um levantamento das atividades do setor em 2018, com o objetivo de discutir propostas para 2019.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias