Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020

Correios em Redenção recebem centenas de cartas de crianças para adoção do Papai Noel




COMPARTILHE

A Campanha Papai Noel dos Correios 2018 em Redenção, começou a receber cartas no último dia 8, de novembro e, quem ainda não entregou suas correspondências, tem até o dia 10 de dezembro para fazê-lo.

De acordo com o gerente da empresa, Edivani Alves, a campanha é nacional, realizada há 29 anos e tem como objetivo principal responder às cartas de crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade social que escrevem ao Papai Noel e, sempre que possível, atender aos pedidos feitos por elas.

A corretora Ademilte Coelho, esteve nesta manhã de quinta-feira (22), na agência dos correios e aproveitou a ocasião para adotar uma carta na qual a criança pede uma boneca. “É a primeira vez que adoto uma carta. Aqui a pequena pede uma boneca. Todo final de ano eu ajudo pessoas que precisam, mas minha contribuição sempre foi com cestas básicas. Hoje vou realizar um sonho de uma criança”, disse ela.

Edivani Alves disse que neste mês a movimentação de pessoas em torno da caixinha onde ficam depositadas as cartas foi grande. “Todos os dias crianças depositam cartas aqui nesta caixinha e todos os dias pessoas adotam cartas. Isso é maravilhoso, ver que as pessoas redencenses querem ser o Papai Noel de uma criança que sonha em receber um presente”.

Ainda de acordo com o gerente, quem adotou uma carta tem a opção de levar o brinquedo até a casa do ganhador ou deixar na agência dos Correios até o dia 10 de dezembro. A meta é que até o dia 23 de dezembro todos os brinquedos estejam sendo entregues.


Autor: AMZ Noticias com Z Dudu


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias