Terca-Feira, 24 de Novembro de 2020

Antes de aeronave cair em área de mata no Pará, piloto decretou situação de emergência




COMPARTILHE

Antes de cair com seu avião em Jacareacanga, no Pará, no último sábado (23), o piloto norueguês Ernesto Kiklaus declarou situação de emergência e fez um pouso forçado. A aeronave partiu de Alta Floresta (803 km ao norte de Cuiabá) e, além de Ernesto, transportava Maria Cristina Wey. Os dois morreram.

De acordo com relatório do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, o voo era para transporte de pessoas. Porém no meio do percurso houve uma possível falha ou mau funcionamento do motor.Piloto até tentou um pouso forçado em área de mata, mas não foi bem sucedido. Último contato da aeronave foi às 11h47. Quando o avião foi localizado, na tarde de domingo (24), os tripulantes já estavam sem vida. Corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).  

Ernesto era geólogo formado pela Universidade de Berna, na Suíça. Começou sua carreira profissional como geólogo de exploração mineral trabalhando nos EUa, Groenlândia, Bolívia e Brasil. Em 1980, fundou a Geoklock, empresa líder de mercado em tecnologia ambiental. Maria Cristina era mestre em ciência ambiental e engenheira agrônoma. No Governo Federal, trabalhou no Ministério do Meio Ambiente como secretária nacional de biodiversidade e florestas. Já foi diretora geral do Instituto Florestal no Governo do Estado de São Paulo.  


Autor: AMZ Noticias com Gazeta Digital


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias