Terca-Feira, 20 de Outubro de 2020

Jovem é presa por enviar áudios sobre possíveis massacres em escolas em Várzea Grande




COMPARTILHE

A Polícia Militar prendeu uma jovem de 19 anos suspeita de ter enviado áudios em grupos de “WhatsApp” dizendo que comandaria “massacres” em duas escolas de Várzea Grande. A prisão foi realizada no bairro Mappim, na Cidade Industrial.

A detenção, de G.M.R., foi realizada após policiais da Inteligência do 4º Batalhão receberem informações que a suspeita havia enviado áudio fazendo ameaças de que invadiria a Escola Estadual Jaime Veríssimo de Campos Júnior e Marlene Marques, ambas localizadas em Várzea Grande, repetindo o que ocorreu na cidade de Suzano (SP).

Na ocasião, dois jovens invadiram uma escola e mataram oito pessoas, além de deixar outras feridas. Após, um dos jovens atirou contra o comparsa e se suicidou. Por conta das intimidações, os diretores de ambas unidades escolares registraram boletins de ocorrência (BO). Com isso, os policiais iniciaram uma investigação e chegaram a uma testemunha, que relatou que a suspeita foi quem mandou os áudios e também registrou uma denúncia.

Depois das queixas, os policiais foram à casa da jovem e a prenderam. À polícia, ela confirmou os fatos e justificou dizendo que no domingo (17), um homem identificado apenas como B.L., criou um grupo no WhatsApp com o nome de “Massacre MT” com intuito de planejar atentado em escolas. No entanto, G.M. disse que após a criação do grupo mandou uma mensagem para o criador dizendo: "eu tô de boa mano" e saiu do grupo. Ela também alegou que fez um print do grupo e postou no status e escreveu: "o baguio vai ficar louco".

A Gerência de Combate a Crimes de Alta Tecnologia (Gecat), da Polícia Civil (PC), investiga o caso e outros grupos criados no Estado que falam de ataques em unidades escolares do Estado. Até anteontem, três denúncias já haviam sido feitas à polícia. Outro fato monitorado ocorreu em Cáceres, onde dois rapazes também chegaram a fazer ameaças semelhantes. Porém, em oitiva à polícia da cidade, eles negaram a intenção e que tudo não teria passado de um trote.


Autor: AMZ Noticias com Diário de Cuiabá


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias