Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020

Cerca de 95 mil universitários de faculdades privadas de Mato Grosso usam financiamento publico




COMPARTILHE

Segundo um levantamento do site Quero Bolsa, Mato Grosso possui 95 mil estudantes universitários de faculdades privadas com bolsas e incentivos financeiros, os dados apontam que 42 instituições do estado atendem esses estudantes bolsistas, sendo 15 mil alunos apenas em Cuiabá.

Os cursos mais procurados para as bolsas de desconto e os financiamentos públicos e privados são direito, enfermagem, administração, pedagogia e psicologia. Entre as bolsas oferecidas, o maior desconto é de 80% no valor da mensalidade durante toda a graduação.

Para o diretor de inteligência educacional do Quero Bolsa, Pedro Balerine, a demanda por essas graduações faz com elas também sejam as que mais oferecem vagas. “Os cursos tradicionais têm alta demanda porque o estudante entende que estas carreiras oferecem mais vagas de trabalho. Como o interesse e a oferta são grandes, também há uma elevada quantidade de bolsas disponíveis”.

No país são 2 milhões de universitários com bolsas ou financiamentos em faculdades privadas. Esse total corresponde a metade dos 4 milhões de alunos matriculados em cursos presenciais de graduação nas instituições privadas brasileiras. Com regras mais rígidas para a concessão de incentivo financeiro pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), os financiamentos privados ganharam mais espaço no mercado, crescendo 56,5% de 2010 a 2017. Nesse crescimento, até mesmo universidades lançaram os seus próprios financiamentos, como forma de manter estudantes e também atrair novos graduandos.


Autor: AMZ Noticias com Gazeta Digital


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias