Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020

Pará registra média de 370 nascimentos de bebês por dia durante o 1 semestre de 2019




COMPARTILHE

De janeiro a junho deste ano, cerca de 67,3 mil novos paraenses vieram à luz em algum lugar do estado, que vê nascer diariamente 370 cidadãos. É um incremento populacional suficiente para lotar um estádio e meio do tamanho do Mangueirão, cuja capacidade é estimada em 45 mil torcedores.

A informação foi levantada com exclusividade e coletou os dados preliminares da atualização mais recente do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc), do Ministério da Saúde.Embora ainda tenha a 9ª maior população do país, o estado do Pará assistiu à chegada, via parto, de mais novos moradores que Ceará (65,7 mil) e Pernambuco (66,6 mil). E deve ultrapassar o Rio Grande do Sul (70,1 mil) em breve.

No primeiro semestre, além do Rio Grande do Sul, apenas Paraná (79,7 mil), Bahia (102,2 mil), Rio de Janeiro (107 mil), Minas Gerais (132,8 mil) e São Paulo (307,1 mil) tiveram mais filhos que o Pará.  O mês de março, com 11.725 nascimentos, é o campeão, seguido de janeiro, com 11.652, e maio, com 11.630. Junho, com 10.401, e fevereiro, 10.402, registraram os menores volumes de natalidade.

Manjedouras -  Dez municípios respondem por 40% dos nascimentos registrados no Pará nos seis primeiros meses deste ano. Belém, capital do estado, lidera com 9.301 novos habitantes, seguido por Ananindeua, onde nasceram 3.628. Santarém ocupa o 3º lugar, com 3.197, e logo atrás vêm Marabá, com 2.311, e Parauapebas, com 2.231 — estes dois últimos separados por apenas 80 bebês. Castanhal (1.642), Breves (1.285), Barcarena (1.196), Altamira (1.189) e Cametá (1.180) completam o pelotão.

No outro extremo, os municípios com menos nascimentos na primeira metade de 2019 foram Faro (53), Santarém Novo (50), Santa Cruz do Arari (47), Palestina e São João da Ponta (empatados com 45), Magalhães Barata (44), Sapucaia e Brejo Grande do Araguaia (empatados com 42), Peixe-Boi (37) e Bannach (20).


Autor: AMZ Noticias com Z Dudu


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias