Domingo, 27 de Setembro de 2020

Mortes de amigos por motivo parecido em cidades diferentes intriga polícia de Mato Grosso




COMPARTILHE

A violência no interior de Mato Grosso não para. Mais dois casos foram registrados nesta semana: um em Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá) e outro em Tangará da Serra (280 km a Noroeste de Cuiabá).

No primeiro vaso, a Polícia Civil liberou um corpo em adiantado estado de decomposição, encontrado dentro de uma casa, para o Instituto Médico Legal (IML), com quase certeza de que se tratava de uma morte natural, por algum tipo de doença. Só que a vítima pode ter sido morta por envenenamento.

O mistério aumenta à medida em que outro homem que morava na mesma casa foi encontrado morto, dentro de uma carro, na última segunda-feira (9), em outra cidade.  O homem identificado pela Polícia como Berci Rosa dos Santos, de 37 anos, foi encontro morto dentro da casa dele, na manhã de quarta-feira (11), no Distrito de Primaverinha, na zona rural de Sorriso.

O que parecia uma morte natural, segundo a Polícia, começou a ter indícios de um crime de homicídio por envenenamento. A outra pessoa encontrada morta foi identificada como Paulo Barcelos.  As suspeitas sobre um suposto assassinato, segundo a Polícia, surgiram quando os policiais encontraram um bolo confeitado para uma festa de aniversário ao lado do primeiro cadáver.

Primeiro, os policiais liderados pelo delegado André Ribeiro descobriram que Berci foi acusado e respondeu processo em um crime de homicídio no ano de 2010, em Tangará da Serra.  Segundo a Polícia Civil, o corpo de Berci foi descoberto por vizinhos, depois que começou a exalar mau cheiro.

A casa onde o corpo estava não tinha sinais de arrombamento, muito menos indícios de violência no corpo da vítima, dando a entender que seria um caso de morte natural. 

Nas investigações do delegado André, no entanto, surgiu uma fato novo. Além da morte misteriosa de Berci, o amigo dele, envolvido no mesmo crime de assassinato em Tangará da Serra, quando foram condenados junto, cumpriram pena juntos e foram colocado em liberdade juntos, também foi encontrado morto de maneira misteriosa.

Nas investigações da Polícia Civil, o delegado André procurou encontrar Paulo Barcelos, que morava com Berci, quando descobriu que ele havia sido encontrado morto na última segunda feira, dentro e um carro, na cidade Nova Mutum (277 km ao Norte da Capital). Paulo e Berci, segundo o delegado, responderam juntos pelo mesmo crime de homicídio. As mortes chamam a atenção para um suposto duplo assassinato.

Então, retornamos na residência para recolher o bolo pela suspeita de envenenamento. É muito prematuro para afirmar, vamos realizar a perícia e esclarecer os fatos. A vítima tem passagem por homicídio e chama atenção, também, que o amigo dele morreu na segunda-feira de circunstância não esclarecida. Eles cumpriram a pena pelo homicídio juntos e respondiam em liberdade”, observou o delegado.


Autor: Téo Gomes com Diario de Cuiabá


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias