Domingo, 24 de Maio de 2020

Santana do Araguaia ganha destaque na colheita da soja com média de 65 sacas por hectare




COMPARTILHE

A região sul do estado do Pará já está com mais de 70% da safra de soja colhida, segundo o presidente da Aprosoja do estado, Vanderlei Silva Ataídes. De acordo com ele, a área na região de Santana do Araguaia tem bons relatos de produtividade, com dados de produção média de 65 sacas por hectare e com relatos de talhões produzindo 70 sacas.

A produção das lavouras está boa, "Hoje em dia temos isso como objetivo, porque o custo de produção está alto. Temos que buscar inclusive produzir acima disso". Disse ele.

A parte norte do Pará, nas proximidades de Santarém também conta com boas lavouras. As médias de produtividade estão entre 63 e 65 sacas por hectare. Ele afirma que estes números de produção estão acima do ano passado, quando a média ficou abaixo de 63, 65 sacas por hectare, o esperado para a atual safra.

Em Paragominas, segundo o presidente da Aprosoja/PA, já há negócios fechados para 30 de abril em R$ 83 a saca, livre de armazém, para 30 de junho em mais de R$ 85 por saca. Entretanto, os preços podem variar de acordo com a proximidade da região com o porto.

LOGÍSTICA - O produtor paraense, da região da BR-158, próximo a Santana do Araguaia, na parte sul, precisa lidar, além da questão climática, com a logística. A estrada federal que leva até Marabá, segundo Ataídes, é um grande gargalo que está onerando o custo da soja final para o produtor do sul do Pará e do norte do Mato Grosso, que precisa da estrada.  "Está tirando o valor da soja na hora de vender, o produtor acaba pagando mais caro no frete. Inclusive no ultimo dia (5) a BR-158 esteve interditada na região de Xinguara porque caiu uma ponte".

NORDESTE DO PARÁ EM ATRASO - Na área nordeste do estado, houve um atraso de quase 30 dias de janela, segundo Ataídes, mas quem já encerrou o plantio está com boas lavouras. "A semeadura deveria ter sido entre os dias 10 a 15 de novembro, e começamos dia 7 a 8 de dezembro. Os produtores que estavam com pouca estrutura, atrasaram ainda estão plantando, mas as lavouras estão se mostrando boas".

Entretanto, quem está finalizando o plantio agora pode ter quebra, porque fora da janela, o sojicultor acaba plantando no barro. "Do jeito que está hoje, as lavouras estão boas, a produtividade é positiva, mas no final de abril, entre os dias 15, 20, inicia a colheita, e esperamos que as chuvas tenham reduzido, porque se for como no ano passado, teremos problemas".  Um dos desafios encarados pelo sojicultor que atrasou o plantio da soja está na aplicação de defensivos por causa das chuvas, que acabam impedindo a entrada do maquinário nas lavouras.


Autor: Redação AMZ Noticias


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias