Domingo, 31 de Maio de 2020

Favaro aguarda oficialização da cassação do cargo de Selma Arruda para requerer posse




COMPARTILHE

O empresário e produtor rural Carlos Fávaro (PSD), terceiro candidato mais votado nas eleições ao Senado em 2018, aguarda a oficialização da cassação de Selma Arruda para fazer o requerimento de posse do cargo para senador em Mato Grosso.

A Mesa Diretora do Senado Federal confirmou nesta quarta-feira (15) a cassação do mandato da senadora juíza Selma Arruda (Podemos). A decisão será publicada nesta quinta-feira (16) no "Diário Oficial da União" e no "Diário do Senado".

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já havia cassado o mandato da parlamentar em dezembro do ano passado por abuso de poder econômico e caixa 2 nas eleições de 2018. Uma nova eleição estava marcada para 26 de abril e tinha sido determinada pela Justiça Eleitoral para escolher o substituto da senadora.

No entanto, o TSE decidiu adiar a eleição, em meio às medidas para evitar a circulação e a aglomeração de pessoas e a transmissão do novo coronavírus. Ainda não há nova data para o pleito. Enquanto o pleito estiver adiado, o candidato que foi o terceiro mais votado na última eleição deve assumir o cargo provisoriamente.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), após a suspensão do novo pleito, o órgão aguarda o requerimento de Carlos Fávaro, para expedir e entregar o diploma ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para que seja feita a nova posse. A assessoria de Carlos Fávaro (PSD) informou ele aguarda a publicação do senado. Ele deve formalizar o requerimento para a posse até esta sexta-feira (17).


Autor: Kethlyn Moraes com G1


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias