Domingo, 24 de Maio de 2020

20% dos internados em UTI por covid-19 no estado de São Paulo morrem devido à doença




COMPARTILHE

Um em cada cinco pacientes infectados pelo novo coronavírus internados em leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) no estado de São Paulo morre por causa da doença. A informação foi divulgada hoje (14) pelo diretor do Hospital Emílio Ribas, Luiz Carlos Pereira Junior, membro do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo. "Isso quer dizer que, de cada cinco pacientes que vão para a UTI, um não volta para casa. E a taxa de ocupação dos leitos de UTI está em torno de 85% e aumentando”.

Segundo o coordenador de controle de doenças da Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo, Paulo Menezes, 8% das pessoas diagnosticadas com covid-19 no estado morreram por causa da doença. “Temos 4.315 óbitos para 54 mil pessoas diagnosticadas. Isso dá aproximadamente 8%. Ou seja, 8% das pessoas que foram diagnosticadas, vieram a óbito. E não foi por falta de leito de UTI, porque isso não está acontecendo no estado de São Paulo. Mas porque a cada dia que passa, entendemos que a doença é mais grave. O vírus é mais agressivo do que parecia no início da pandemia”, falou ele.

A covid-19, segundo Menezes, causa uma doença sistêmica e não somente uma doença pulmonar, como se imaginava. “A doença é mais grave do que as pessoas estão imaginando. O isolamento social não é só em função de dar tempo para a gente ter leitos com respiradores. Mas ele é a única coisa que podemos fazer para evitar que as pessoas peguem o vírus que causa, em parte delas, uma doença muito grave e que pode vir a óbito ou causar lesões irreversíveis ou com sequelas que, depois que a pandemia passar, vão continuar trazendo um impacto na vida das pessoas e da sociedade como um todo”, explicou. 

Segundo o diretor do Emílio Ribas, alguns pacientes de covid-19 estão apresentando insuficiência renal. “De cada dez pacientes, quatro estão evoluindo para insuficiência renal. Desses pacientes que vão receber alta, alguns deles vão precisar continuar fazendo diálise. E alguns terão ainda sequelas pulmonares. Estamos diante de uma doença nova que surpreende a cada dia com novas manifestações clínicas”, disse Pereira Junior. “Não queremos só diminuir o número de casos, mas que a população colabore [com o isolamento] para que a gente não tenha pacientes graves ou com sequelas”, enfatizou.

Infectados - Dados mais recentes mostram que o estado de São Paulo tem 54.286 casos confirmados do novo coronavírus, com 4.315 mortes. Há 3.884 pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTI) entre infectados e com suspeita de infecção pelo novo coronavírus. Além disso, 6.110 estão internados em enfermarias. A taxa de ocupação de leitos de UTI em todo o estado está em torno de 69%, enquanto na Grande São Paulo ela é crítica, em torno de 85,5%. 


Autor: Elaine Cruz com Agência Brasil


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias