Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020

Perfil denuncia estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso por fraudarem cotas




COMPARTILHE

Um perfil criado no Twitter está divulgando estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) que fraudaram o sistema de cotas, para ingressar na instituição pública. Até o momento, mais de 30 denúncias já foram realizadas. Se confirmadas as irregularidades, os alunos podem perder as vagas.

As denúncias são feitas sob sigilo e apuradas pelo perfil. Para evitar processos, eles não estão expondo fotos dos fraudadores, além de divulgar apenas as iniciais e os respectivos cursos. As denúncias estão sendo oficializadas ainda no Ministério Público Estadual.

“Permaneceremos oficializando as denúncias. Nosso objetivo não é só expor, é ter a vaga de volta pra quem de direito. Também temos advogado e vamos agir de acordo com a lei. Sem medo, porque estamos agindo pelo certo”, disse o administrador da página, que prefere não se identificar por medo de represálias.

Ainda de acordo com as publicações, o curso que mais recebe denúncias é o de Medicina. “Medicina UFMT Cuiabá campeã de denúncias. Como será viver todo esse tempo entre fraudadores e sequer denunciar?”, apontou o perfil.

Por sua vez, a universidade relatou que esmo que a denúncia seja feita após a efetivação da matrícula, os estudantes que burlaram o sistema de cotas podem ser expulsos da instituição. A UFMT ainda informa que as denúncias de fraudes devem ser realizadas junto à Ouvidoria da instituição, que irá encaminhar a questão para análise de uma comissão.

Outros casos - Essa não é a primeira vez que alunos se unem para denunciar fraudes no sistema de cotas da UFMT. Em janeiro de 2019, um perfil criado no Facebook expôs estudantes que se matricularam para o curso de medicina na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) supostamente burlando a cota para negros, pardos e índios. Na época, ao menos 7 estudantes estavam com matrículas irregulares.

Veja a nota na íntegra da UFMT: A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) informa que quaisquer denúncias sobre fraudes no sistema de cotas podem ser realizadas junto à Ouvidoria da Instituição, que irá encaminhar a questão para uma comissão específica, para que a situação seja apurada.

A Instituição também esclarece que quaisquer casos, mesmo que a denúncia seja feita após a efetivação da matrícula, são passiveis de punição com a perda da vaga, se for comprovada a fraude. Desde o ingresso para as turmas de 2019, a UFMT conta com uma comissão de verificação da autodeclaração étnico-racial, que atua durante o período de matrículas, com o objetivo de garantir o direito dos estudantes às cotas.


Autor: AMZ Noticias com Gazeta Digital


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias