Terca-Feira, 20 de Outubro de 2020

Mais de 58% dos adultos tocantinenses com mais de 25 anos não possuem ensino básico




COMPARTILHE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na quarta-feira, 15, o módulo de educação da Pesquisa Anual por Amostra de Domicílios (PNAD).

 O levantamento traz um resultado preocupante para o Tocantins: mais da metade da população de 25 anos ou mais do Tocantins (55,8% ou 532 mil) não completaram a educação escolar básica, ou seja, não concluíram no mínimo o ensino médio. Os números são referentes ao ano de 2019.

Em 2019, havia no Tocantins 117 mil pessoas com 15 anos ou mais que não sabiam ler e escrever, o equivalente a uma taxa de analfabetismo de 9,7%. Em relação a 2018, essa taxa ficou estável. Entre pessoas brancas, 7,2% eram analfabetas, enquanto para as de cor preta ou parda a taxa chegou a 10,3%.

De acordo com a pesquisa, a proporção da população tocantinense com, pelo menos, o ensino médio completo, na faixa etária de 25 anos ou mais, foi de 29,3% (249 mil) e se manteve estável entre 2016 e 2019.

 O aumento em destaque foi no percentual de adultos com o ensino superior completo, que passou de 12,2%, em 2016, para 14,9% (142 mil), o que representa mais 37 mil graduados até o ano passado. Entre 2016 e 2019, o número médio de anos de estudos dos tocantinenses de 15 anos ou mais aumentou, passando de 8,6 para 9. Na faixa etária de 25 anos ou mais, a média de anos de estudos avançou de 8,1 para 8,6.


Autor: AMZ Noticias com Cleber Toledo


Comentários
O Norte Araguaia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Norte Araguaia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias